violência doméstica - manual para os media

informar para mudar

28 março 2005

Introdução

O Manual agora apresentado destina-se a ser um auxiliar prático dos profissionais de comunicação social que contactam com o tema da violência doméstica.

Trata-se de uma ferramenta que reflecte o debate feito ao longo de muitos anos nas instâncias internacionais, em particular no seio das Nações Unidas, de onde tem saído abundante bibliografia sobre a questão, com recomendações práticas destinadas a serem levadas a cabo pelos Estados membros da ONU.

Uma das recomendações é fazer com que, através dos meios de comunicação social, se faça uma reflexão sobre o papel das mulheres nas sociedades actuais, de forma a perceber a razão por que são as principais vítimas da violência doméstica.

Elaborado com recurso à experiência e ao trabalho de muitas instituições que têm investigado esta temática, o presente manual “Violência Doméstica, Informar para Mudar” pretende dar um contributo para o trabalho dos jornalistas na área da violência doméstica, sobretudo os mais jovens.

As propostas feitas, destinadas aos diversos media, pretendem ser um pequeno passo para a mudança de uma situação atentatória dos Direitos Humanos de uma parte considerável da população de Portugal.

E porque todos podem contribuir com a sua experiência e conhecimentos, este manual fica disponível para discussão pública alargada neste site
, aguardando os contributos de todos os profissionais de comunicação social.

2 Comments:

  • At 18 outubro, 2005 16:39, Blogger SempreFeministas said…

    Gostava por este meio de dar os meus parabéns por esta iniciatiava.
    somos estudantes de comunicação social, e acreditamos que muito podemos fazer para esta causa agora e quando formos profissionais. Alias no nosso proprio blog alertamos para desigualdades e violência que sofrem ainda muitas mulheres.
    Agradecemos por esta informação e fazeremos tudo o quanto é possivel para divulgá-la.

     
  • At 14 novembro, 2005 09:12, Blogger Patchuli said…

    Oi Teresa. Quero te parabenizar por esse trabalho grandioso. Sou espírita e realizo junto com uma equipe um trabalho junto a criança , jovem e pais. A faixa etária é de 2 a 14. Há 3 anos temos discutido sobre a Violência Doméstica, Familia, Prostituição Infantil, Crianças Desaparecidas , Meio Ambiente, Valorização da Vida e Paz. Tem sido muito gratificante. Estou a disposição para maiores detalhes sobre o trabalho que realizamos.
    Parabéns, pelo seu trabalho.
    Um abraço.
    Marilúcia da Rosa
    Belém/Pará/Brasil

     

Enviar um comentário

<< Home